top of page
  • Foto do escritorCarolina Martins Vieira

Aumento de casos de síndromes respiratórias e vacinação

É de suma importância a vacinação dos pacientes oncológicos

Nos aproximamos das festas de fim de ano, um momento quando há maior circulação de pessoas (e de vírus) e proteger a população (incluindo os pacientes oncológicos) é uma tarefa muito importante.


Pacientes que entrarão em tratamento imunossupressor devem, idealmente, receber vacinas antes do início da terapia. Isso garante a segurança (vacinas atenuadas) e a melhor resposta vacinal (vacinas inativadas). As vacinas inativadas devem ser aplicadas duas semanas antes da imunossupressão e as vivas atenuadas entre 3 a 4 semanas antes.


Sugiro aos profissionais da saúde perguntarem em consulta sobre vacinação para COVID-19 ( mínimo quarta dose, pacientes em quimioterapia/imunoterapia quinta dose), influenza anual, pneumocócica conjugada 13/23 e meningocócica.


Com exceção da vacina para COVID (disponível apenas nos centros de saúde), as demais estão disponíveis no Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE-PBH), sem custo, sendo necessário apenas relatório simplificado.      


Demais vacinas inativadas (hepatites A/ B, Haemophilus influenzae b (Hib) - Difteria - Tétano - Coqueluche - Pólio inativada) também encontram-se disponíveis no CRIE, de acordo com a avalição médica individualizada.

Além disso, a vacina HPV quadrivalente (HPV4) faz parte do rol de vacinas oferecidas nos CRIE para mulheres de 9 a 45 anos e homens de 9 a 26 anos que estejam com câncer.       

Para que os pacientes oncológicos estejam ainda mais protegidos, é importante que seus familiares/entes queridos também estejam com a vacinação em dia, diminuindo os riscos de propagar infecções.

Por último, faço um apelo: mesmo que você não seja imunossuprimido ou não conviva com pacientes oncológicos, os vírus respiratórios (COVID, influenza...) continuam circulando, já com aumento de casos para estas doenças. Faça sua parte inclusive para não haver sobrecarga dos serviços de saúde.


Belo Horizonte ainda apresenta baixa cobertura vacinal referente à quarta dose da vacina contra a COVID-19 para o público já convocado, mesmo com ampla divulgação e ações promovidas pela Prefeitura. BH mantém a disponibilidade das vacinas nos centros de saúde e reforça o chamamento para que todas as pessoas de 40 anos e mais.

A convocação também vale para quem tem alto grau de imunossupressão, com idade de 12 anos a 17 anos, completando o esquema vacinal, recebendo a quarta dose da vacina contra a COVID-19.


CENTRO DE REFERÊNCIA DE IMUNOBIOLÓGICOS ESPECIAIS (CRIE)

Endereço: Rua Domingos Vieira, 488, 2º andar (dentro do CEM IPSEMG) - Santa Efigênia

Horário de funcionamento: segunda a sexta-feira, das 7h30 às 18h, sábados, domingos e feriados das 8h às 12h e das 14h às 18h

Contatos: 3277-7726 / 3277-5301



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page