top of page
  • Foto do escritorCarolina Martins Vieira

Cuidados com a pele do paciente oncológico no inverno

Pequenos hábitos e alguns cuidados a mais na rotina ajudam a preservar a qualidade da pele nesta estação do ano

Com a chegada do inverno e a redução das temperaturas, nossa pele fica mais seca e, por isso, devemos redobrar os cuidados. Pacientes com maior risco de ressecamento, como idosos e aqueles em tratamento oncológico, merecem atenção especial. O tratamento com radioterapia e quimioterapia pode não só aumentar o ressecamento, mas também ocasionar coceira, vermelhidão, descamação e alergias.

Para reduzir essas reações, melhorar o cuidado e, consequentemente, a qualidade da pele nesse período, podemos mudar pequenos hábitos e adicionar alguns cuidados na rotina diária. Nesta coluna, a doutora Mariana Picoli esclarece sobre alguns cuidados dermatológicos neste período do ano.


"No frio temos a tendência de tomar banhos mais longos e mais quentes, o que ocasiona a remoção da oleosidade natural da pele, favorecendo seu ressecamento. As dicas para minimizar as agressões no banho são: tome banhos mais curtos e mornos, não use buchas e faça o uso de sabonetes que não agridam a pele, optando por produtos com substâncias hidratantes como os géis e óleos de banho.


Logo após o banho, com a pele um pouco úmida, devemos aplicar o hidratante, pois assim conseguimos aumentar a sua absorção. Para regiões onde a pele é mais oleosa e acneica, como o rosto, devemos evitar o uso de hidratantes comuns e optar pelos oil free. A escolha do hidratante irá variar com seu tipo de pele e um dermatologista pode te orientar na escolha do produto certo.


Nesse período os lábios também ficam muito ressecados e devemos nos lembrar de hidratar essa região, sendo a vaselina sólida e os hidratantes labiais ótimas opções. Apesar do céu nublado e das baixas temperaturas, a radiação ultravioleta continua atingindo nossa pele e, por isso, o uso do protetor solar continua sendo importante. Além disso, alguns dos tratamentos direcionados contra o câncer podem desencadear reações na pele que se intensificam com a exposição ao sol. Nesse período, uma boa opção são os protetores que têm associação com hidratantes e com antioxidantes.


Essas medidas visam reduzir a perda da oleosidade natural da pele e minimizar as agressões que já são muitas nesse período. Se elas não forem suficientes para controle dos sintomas, é importante que você procure um dermatologista de sua confiança para avaliação."


Tem alguma dúvida, ou gostaria de sugerir um tema? Escreva pra mim: carolinavieiraoncologista@gmail.com

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page