top of page
  • Foto do escritorCarolina Martins Vieira

Dezembro Laranja e a prevenção do câncer de pele

Atualizado: 29 de dez. de 2020

Câncer da pele é coisa séria e conscientização deve começar na infância

Desde 2014, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) promove o Dezembro Laranja, iniciativa que faz parte da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer da Pele. A ação completa sete anos em 2020 e, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, está sendo feita exclusivamente no formato digital, em todos os canais de comunicação da SBD, desde o dia 1º de dezembro. O tema escolhido enfatiza que câncer da pele é coisa séria e que a conscientização deve começar na infância. Para falar um pouco a respeito, convidei o professor Gabriel Gontijo, atual coordenador de eventos científicos da SBD.


Quem tem mais risco de desenvolver câncer de pele?


O risco aumenta: - Se você tem na família alguém que já teve câncer da pele - Se você teve mais que cinco queimaduras de sol durante a vida (daquelas que fica com a pele muito vermelha, ardendo muito e formando até bolhas) - Se você se expôs muito ao sol durante a vida (trabalhou no sol ou fez muita atividade esportiva ou lazer no sol), sem filtro solar ou sem nenhum tipo de proteção (chapéu, boné, roupas, óculos escuros) - Se você tem mais que 50 pintas (nevos) no corpo, principalmente pintas feias com assimetria, borda irregular, cores variadas, maiores que 6 milímetros e que estão modificando de tamanho - Se você tem pele clara (daquelas que não bronzeia, só queima e descasca), olhos claros, cabelos loiros ou ruivos e muitas sardas no rosto - Se você já teve um câncer da pele, sua predisposição a ter outro também aumenta

Como se previne este tipo de câncer?

- Usando filtro solar diariamente desde a infância, a partir dos 6 meses de idade - Usando chapéu com aba larga, roupas com proteção ultravioleta e óculos escuros, quando se expor ao sol - Evitando exposição solar no período de 10h às 16h e procurando sombras (barracas ou sombrinhas, árvores, etc) - Examinando sua pele ou a pele de quem você gosta para detectar alguma pinta que está modificando de aspecto, tamanho, cor ou alguma ferida que não está cicatrizando - Procurando um dermatologista anualmente para um exame completo de sua pele, fazendo um check-up dermatológico

Como identificar precocemente uma lesão sugestiva de câncer de pele?

- Ferida que forma uma casquinha, cicatriza e depois fere novamente ou feridinha que nunca cicatriza, principalmente na área mais exposta ao sol - Caroço que começa a crescer e depois abre uma ferida e sangra, principalmente na pele mais exposta ao sol (face, couro cabeludo, braços) - Mancha escura ou acastanhada que nasce de repente ou sofre algumas modificações, contendo a regrinha do ABCDE: A de assimetria: o lado esquerdo da pinta é diferente do lado direito e o lado de cima é diferente do lado de baixo B de borda irregular: o contorno não é oval nem arredondado e parece um mapa geográfico, todo irregular C de cores variadas: numa mesma pinta tem castanho claro, escuro, vermelho, branco, azul, cinza, negro D de diâmetro maior que 6 milímetros ou que está aumentando de tamanho E de evolução: a pinta maligna começa a sofrer modificações de tamanho, cor, sangramento, coceira, elevação


Quais são os tipos de câncer de pele? Os mais comuns são o carcinoma basocelular 75%, carcinoma espinocelular 20% e o melanoma 5%.


A pandemia do coronavírus impactou na procura dos pacientes para prevenção e tratamento do câncer de pele? Muito! 48% dos pacientes com câncer da pele deixaram de procurar o dermatologista, correndo risco do câncer aumentar de tamanho, aprofundar e até evoluir com metástases para outros órgãos.


Mesmo usando máscaras, durante a pandemia é necessário aplicar protetor solar no rosto? Sim! A máscara não protege o rosto todo e mesmo no local da máscara, dependendo do tipo de tecido ou material, não impede a penetração da radiação ultravioleta.


Por quanto tempo e em qual horário é seguro tomar sol? 10 minutos de sol, duas vezes por semana, numa área correspondente à coxa ou perna ou braço, já é suficiente para sintetizar a vitamina D que precisamos. O horário ideal que faz bem, que é o "sol do bem", é o sol que tomamos até às 10h e depois das 16h, mesmo assim com filtro solar.


Quais são os tratamentos mais indicados para o câncer de pele? É a cirurgia precoce, com boa margem de segurança, o mais rápido possível para que não haja risco de mutilações graves ou metástases. Para os cânceres da pele mais agressivos, o mais indicado é a cirurgia micrográfica de Mohs, que examina na hora se foi totalmente removido. Para os casos de metástases, a imunoterapia e a terapia alvo conseguem prolongar a vida dos pacientes. A radioterapia também pode ajudar muito na cura do câncer da pele, em tumores mais agressivos. Tem alguma dúvida ou gostaria de sugerir um tema? Escreva pra mim: carolinavieiraoncologista@gmail.com

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page